CAIXA DO AGORA: Como uma simples caixinha mudou a minha vida

CAIXA DO AGORA

A Eu Amo Papelão acredita que o amor, a atenção e estar presente na vida dos filhos, podem ser uns dos melhores presentes que podemos dar para eles. Os pais são os modelos de identificação de seus filhos e, nossas crianças, aprendem muito “vendo” o comportamento dos pais e “ouvindo o que eles têm para dizer”.
Sabemos como é difícil; estar cansado, com a cabeça cheia de preocupações e ainda assim, compartilharmos de um momento de leveza e brincadeira com quem mais amamos.

CAIXA DO AGORA
COMO UMA SIMPLES CAIXINHA MUDOU A MINHA VIDA?

Quem imaginaria que viver um momento tão bom, pudesse ser tão difícil?
Foi em um desses dias que surgiu a “Caixa do Agora”; era um dia corrido como outro qualquer, em que o celular se tornou nosso maior foco de atenção: apitava, vibrava, a luz piscava… inúmeras vezes. Vimos que toda a família estava conectada, não com o nosso viver, mas com vidas e atividades alheias. Adultos e crianças, todos atrás da luz brilhante e hipnótica dos smartphones.
Fixei meu olhar em uma gaveta, e sem pensar muito, sem hesitar, peguei um por um dos aparelhos e os tranquei ali.
Ficamos primeiramente perdidos, olhando uns para os outros, sem saber o que dizer nem fazer. Minha esposa olhava-me com uma cara que transitava entre o questionamento e a indignação. Mas, somos parceiros em nossas escolhas, e ela previu de antemão que aquilo deveria fazer algum sentido.
E fez.
Vivemos uma noite mágica: acampamento indígena na sala, seguido pela fabricação de uma pizza caseira, amassada por todos. Comemos, rimos, brincamos, lavamos a louça e, acredite, conversamos. Fomos família.
Antes de dormir, apenas coloquei meu celular para despertar no dia seguinte, 30 minutos mais cedo. Dormi bem, acordei bem e, em 30 minutos respondi os questionamentos que antes me atormentavam.
Naquele momento, tive uma gostosa sensação, lembranças de uma época diferente em nossas vidas, nostalgia… Fiquei feliz de ter criado, de alguma forma, uma redoma em algo mágico e frágil, que tínhamos esquecido de cuidar como deveríamos: aquele momento “agora” com nossos filhos.
Nossa vida anda cada vez mais corrida, mas sei que sempre posso criar novos momentos “agora” para estarmos inteiros e plenos uns com os outros.
A gavetinha mágica se transformou em uma solução mais leve, que posso carregar para onde quiser: A “Caixa do Agora”. Ela é muito útil principalmente naqueles momentos em que nos propomos a estar com os filhos, como em férias, por exemplo, e ainda assim damos mais atenção ao celular que às pessoas.
Pouco a pouco, estamos conseguindo resgatar momentos que eu e minha esposa vivemos na infância, e criar outros novos, aprendendo com as crianças.

Esta caixinha é um espaço de tempo, um parêntese em sua vida, para que você possa viver mais plenamente e intensamente seus momentos com as pessoas a sua volta.
Sempre há um “agora” a ser vivido com a nossa família. Curta-o!

Deixe uma resposta